Blog

13/04/2020

Catarata: o que é, fatores de risco, prevenção, sintomas e tratamento

Detectar a doença precocemente pode evitar a cegueira. Por isso, são importantes as visitas regulares ao oftalmologista, além dos cuidados diários.

As doenças oculares surgem por vários motivos, desde as causas genéticas até a hábitos e estilos de vida. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), só a catarata é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo, o que representa cerca de 20 milhões de pessoas. “A Catarata é uma doença silenciosa e se caracteriza pela opacificação do cristalino, a lente natural do olho cuja função é possibilitar o foco da visão nas diferentes distâncias do dia-a-dia”, explica o médico oftalmologista, Celso Menezes.

O médico explica ainda que a catarata ocorre principalmente pelo avançar da idade. Com o envelhecimento, a lente natural do olho, o cristalino, torna-se cada vez menos elástico e mais “opacificado”. A perda da elasticidade é o que também explica a piora da visão para perto com a idade, a presbiopia, popularmente chamada de vista cansada. “A opacificação gera o embaçamento progressivo da visão. A progressão, apesar de muitas vezes lenta, leva a perda de capacidade visual e pode até levar a cegueira”, completa o oftalmologista. 


FATORES DE RISCO

A catarata possui diversos fatores de risco e pode até existir ao nascimento, chamada de catarata congênita, presente em um ou nos dois olhos de recém-nascidos, geralmente com doenças como infecções congênitas ou distúrbios genéticos.

Mas o principal fator de risco para o desenvolvimento da catarata é a idade, porém importantes elementos contribuem para essa causa, como o diabetes, tabagismo, infecções intraoculares, aumento da exposição à radiação ultravioleta e o uso prolongado de medicamentos corticoides.

SINTOMAS

A catarata possui diversos sintomas, como: embaçamento visual (“vista em neblina”), dificuldade para ler, realizar atividades do dia-a-dia, dirigir; piora da visão à noite; aumento da sensibilidade à claridade; halos e brilhos na visão.


PREVENÇÃO E DIAGNÓSTICO

O oftalmologista, Celso Menezes, recomenda algumas mudanças de atitudes para ter uma visão mais saudável. “Capriche numa alimentação balanceada repleta de vegetais, fontes de vitaminas que contribuem para uma boa saúde ocular; use sempre óculos de sol com proteção contra raios ultravioletas ao sair durante o dia e diminua o máximo possível a exposição direta aos raios solares e nunca use colírios sem prescrição médica, especialmente aqueles com corticoides na fórmula, uma vez que seu uso sem restrições podem levar a catarata e glaucoma, importantes causas de cegueira”, conclui.

O médico oftalmologista é o profissional que cuida de sua saúde ocular, sendo capaz de detectar e tratar da catarata. Recomenda-se consultas de rotina anuais mesmo para pacientes sem sintomas, para diagnósticos precoces não só da catarata, mas também de doenças oculares que podem existir mesmo sem causar queixas ao paciente.


TRATAMENTO PARA A CATARATA

O único tratamento para a cura da catarata é a cirurgia, sendo a mais realizada hoje a facoemulsificação. A catarata não regride com o uso de óculos ou colírios. Felizmente, trata-se de uma cirurgia rápida e segura, com boa taxa de sucesso em casos convencionais. 

Realiza-se o procedimento com anestesia local, removendo-se o cristalino por um método de ultrassom e aspiração. Após removido o cristalino, é colocada uma lente artificial intraocular em seu lugar para substituí-lo. Esta lente é individual, calculada previamente à cirurgia, com diversas marcas e modelos, com o objetivo de melhor nitidez da visão.

Por isso, não se esqueça de manter em dia seu check up ocular!

Dr. Celso Menezes
CRM-MG 67047
CRM: 202211/SP
RQE 45489

Agende sua consulta aqui!